Vivendo junto com a ficção

Enquanto não começo minhas aulas da faculdade, dois hobbies que estou usando bastante para consumir meu tempo são ler e assistir séries. Comecei a refletir e reparei em uma característica comum que me faz gostar tanto dessas duas práticas: a ligação que desenvolvo com alguns personagens.

Algumas das séries e filmes que gosto de assistir sou envolvido basicamente pela trama, mas a maioria desses programas de TV que mexem de fato comigo são por uma ligação mais intensa com algum personagem.

Há pouco mais de 5 anos, comecei a assistir Melrose Place (uma série que foi produzida de 1992 a 1999). Como são muitos episódios por temporadas (de 30 a 35), e toda série longa sofre seus altos e baixos, ainda não acabei de assisti-la por algumas pausas que tive durante o caminho (estou na metade da 6ª temporada – de um total de sete). Nela é narrada a história dos condôminos de um edifício, o Melrose Place, cada qual com seu perfil bem particular. Durante a série, novos indivíduos entraram, outros saíram, e vimos variados temas sendo abordados – a partir daqui citarei alguns spoilers então, se quiser fugir, pule para o próximo parágrafo, hehehe – como aborto, alcoolismo, homossexualidade, transtornos de personalidade, psicopatia, etc. Dentre as personagens, uma que nem é tão interessante mas que mexeu comigo desde o início foi a publicitária Alison Parker. Ao ler comentários da série, via que muitas pessoas achavam ela chata e egoísta, mas de alguma forma eu me identificava com sua personalidade (e sua relação com Billy, seu melhor amigo e, em alguns períodos, “lover”). O percurso que ela foi fazendo durante a série mexeu bastante comigo e, acreditem ou não, assistir episódios de uma fase em que Alison estava mal acabavam por me deixar assim também, então vê-la fazendo alguma besteira que traria consequências me fazia ter uma raiva enorme. As dificuldades de envolvimento amorosos por traumas do passado, a tentativa de estupro, a cegueira temporária e os recorrentes problemas de alcoolismo me fizeram ter de dar pausas na série em alguns momentos por ser too much, até que ela se despediu na 5ª temporada, e tive que continuar meu trajeto no dia-a-dia de Melrose sem ela. hahaha

Melrose Place não é único nessa minha lista, e muitos são os casos de livros, séries e filmes – estes em menor número por ter um desenvolvimento menor dos personagens – que alguém me despertou uma conexão ou relação além do comum tais quais Sammy em Dance Academy, Marvin no Guia dos Mochileiros das Galáxias e Sandy (Olivia Newton-John) em Grease. O encanto não é necessariamente por uma identificação de se reconhecer no personagem, mas às vezes simplesmente pelo perfil deste ser cativante, tal como Dobby em Harry Potter.

A razão que me estimulou a escrever a respeito disto foi porque acabei de ler “Um bonde chamado desejo”, uma peça de teatro de 1947, e a personagem Blanche me intrigou desde o início, com seu jeito sonhador e de quem vive uma fantasia. O encanto não foi por eu me reconhecer uma pessoa como ela, muito pelo contrário. A profundidade e autenticidade da personagem me fascinou, de forma que o desfecho da história mexeu comigo e senti exatamente a dor que a irmã dela sentiu na cena final ao se questionar se tinha tomado a atitude certa*.

Cheguei à conclusão que um personagem em especial pode mudar completamente minha atenção e interesse em alguma história, ainda que sua trama não me interesse muito (como foi caso da peça citada). E com vocês? Qual a importância de uma boa construção de personagens ou, pelo menos, existência de algum que se aproxime de você por algum fator especial? O que desperta seu interesse em uma obra e lhe estimula a acompanha-la até o fim?

* Spoiler Alert! Ao final da peça, Blanche tem uma crise nervosa ao ter seu passado descoberto, e é encaminhada para uma instituição de tratamento mental por sua irmã Stella.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s