Você é sim o que você come

Você já pensou em quantas decisões estão sendo tomadas enquanto você come?

Eu particularmente nunca tinha pensado e agora não consigo parar de pensar. Esse post não vai trazer nenhuma resposta, só todas as dúvidas e perguntas que passam pela minha cabeça sobre alimentação. Nesse momento, não tenho por objetivo informar [até porque não sei muita coisa], só quero mesmo inquietar, gerar reflexão. Alimentação é uma atitude tida como dada na sociedade atual, e enquanto alguém não chegar e chacoalhar sua cabeça sobre o assunto, é assim que vai continuar sendo.

Nutrição
Tem nutrientes? Quais são? Como se relacionam? Como poderiam ser potencializados?

Sentimentos
Estou comendo por fome? Esse alimento traz conforto? Como vou me sentir amanhã por ter comido hoje? Esse alimento me faz feliz?

Produção
Como ele foi produzido? Gerou sofrimento? Tem remédios? Tem poluição? Tem agrotóxicos? Ele poderia ser produzido de outra forma?

Indústria
Quem está produzindo? Quem ganha dinheiro com isso? Como a empresa influencia politicamente? Como afeta o meio ambiente? Qual o custo do transporte? Qual a preocupação com os funcionários? Qual a preocupação com a sociedade?

Necessidade/costume
Por que eu como esse tipo de comida? Quem diz que devo comer esse alimento? Por que dizem que eu preciso comer esse alimento? Eu preciso dele? Posso substituir? Existem comidas com gosto semelhante? Existem comidas com gosto diferente?

No final das contas, são muitas perguntas que têm resposta, mas que não estamos acostumados a perguntar. Nem pensar a respeito. E quando pensamos, achamos que vai ser trabalhoso mudar, e é. Mas fica cada vez menos trabalhoso, a cada pesquisa, a cada pergunta, a próxima é sempre mais fácil.

Vc já tinha percebido quantas questões estão relacionadas à alimentação? Cada mordida reflete uma decisão de vida, de querer o melhor para si, para a natureza e para a sociedade.

Por exemplo, comprar de produtores locais fortalece a economia local, ajuda famílias produtoras e tem menor custo de transporte [tanto em dinheiro quanto em poluição]. Outras vantagens é que normalmente pequenos produtores tem mais preocupação com a origem, a fabricação e a qualidade do produto do que grandes redes. Eles também costumam ser mais atuantes na sociedade em diversas áreas, e ter redes de benefícios maiores [por exemplo, o produtor provavelmente se preocupa em poluir menos, em desperdiçar menos, em produzir menos lixo, em reciclar mais, em cuidar melhor dos seus funcionários, em fazer parcerias benéficas]. Além disso, vc tem mais liberdade de perguntar questões sobre o produto e ele vai estar mais apto para responder. Também é uma boa forma de conhecer novas pessoas e aumentar sua rede de relacionamentos.

Enfim, esse foi só um pequeno exemplo de uma mudança de hábito que só é gerada a partir de uma mudança de ponto de vista. Quando vc pára de ver costumes como naturais e sim como criados pelo hábito, abre-se um leque de perguntas e um leque de soluções.

Meu apelo é só o seguinte: na sua próxima refeição, pegue esse post, olhe pro seu prato e faça para ele as perguntas que eu fiz pra vc. Se isso gerar algum tipo de incômodo, compartilha esse post prxs amigxs, fala comigo e vamos caminhar juntos (:

11403290_1608938779370827_7266500145882967255_n

Anúncios

2 comentários sobre “Você é sim o que você come

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s